sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Dia da Secretária!


Viúva terá que escolher entre pensão e aposentadoria

Fonte: Agora São Paulo 
A reforma da Previdência poderá impedir o acúmulo da aposentadoria e da pensão por morte por um mesmo beneficiário do INSS. De acordo com a proposta que está sob análise do presidente Michel Temer, o segurado que já possui um dos benefícios e passar a ter direito ao outro receberá o maior. Se aprovada, a modificação não deverá afetar quem já tem dois benefícios. 

A equipe que preparou a proposta de mudanças nas regras dos benefícios considera a possibilidade de acúmulo de aposentadoria e pensão por morte uma das principais diferenças entre a Previdência brasileira e a de outros países. "Seria absurdo não mudar isso", comentou um técnico do governo.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Previdência pode ter gatilho para idade mínima superar 65 anos

Fonte: Fecomerciários c/informações Estado de S.Paulo
A proposta de reforma da Previdência que o presidente Michel Temer tem em mãos prevê o aumento da idade mínima para além dos 65 anos fixados inicialmente. O texto, elaborado pela equipe técnica do governo, propõe um gatilho que permitirá aumentar o piso da idade à medida em que também subir o tempo médio de sobrevida (a quantidade de anos de vida depois da aposentadoria).

A “calibragem” evitaria a necessidade de discutir novos projetos de reforma previdenciária acompanhando o envelhecimento da população. Caberá a Temer a decisão de deixar ou retirar esse dispositivo. Os técnicos, porém, defendem o instrumento como necessário para que os efeitos da reforma, de alto custo político, sejam de longa duração.

O presidente já decidiu, porém, que a proposta de reforma só será enviada ao Congresso em novembro, após o segundo turno das eleições. A decisão é mais um recuo do governo que, inicialmente, encaminharia o texto ainda este mês. Em jantar oferecido ontem por Temer a ministros e líderes dos partidos da base aliada, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, reafirmou que a prioridade do governo é a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que limita os gastos públicos. A PEC chegou a ser classificada como “o Plano Real do governo Temer” por parlamentares presentes à reunião.

Mudança

Regularidade salarial

De acordo com o Art. 459 da CLT, o período de pagamento do salário não pode ser superior a um mês, exceto para comissões, porcentagens e gratificações. Quando o pagamento for definido por mês, trabalhadores(as) deverão recebê-lo até o 5º dia útil do mês subsequente ao vencido. Os salários serão pagos em dinheiro. Será fornecido contra-recibo para o pagamento de salários assinado pelo empregado ou, se for analfabeto, mediante sua impressão digital. Os salários serão pagos em dia útil e no local de trabalho durante a jornada ou imediatamente após seu encerramento, salvo quando efetuado por depósito em conta bancária.

Os trabalhadores têm direito a receber um salário adicional a cada ano. O 13º salário é uma gratificação equivalente a um salário mensal e é pago em duas vezes, em novembro e dezembro. 
(Art. 463-467 da CLT) 

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Saiba quem pode requerer aposentadoria sem perdas

Fonte: Diário de S.Paulo
Muitos segurados estão esperando para pedir a aposentadoria no INSS, mas não sabem que já podem agendar o atendimento para garantir o direito. É o caso dos segurados com mais idade e mais tempo de contribuição que já atingiram o fator maior do que 1. Nessas situações, o índice deixa de descontar o benefício e passa a aumentá-lo. Um segurado com 63 anos de idade e 38 anos de contribuição, por exemplo, tem fator previdenciário 1,045. Se sua média salarial for de R$ 2 mil, seu benefício será de R$ 2.090,26. Ou seja, ele não precisa mais esperar para fazer o pedido na Previdência, pois, além de não ter desconto, sua média aumentou.

Os segurados que sempre receberam valores próximos do salário-mínimo (R$ 880, hoje) ou fizeram contribuições como autônomo ou facultativo pelo piso também não precisam esperar mais. Além disso, o INSS não pode pagar uma aposentadoria menor do que o mínimo.

Quem já atingiu, na soma da idade com o tempo de contribuição 85 pontos, no caso das mulheres, e 95 pontos, no dos homens, também já pode agendar o pedido. A fórmula 85/95 foi criada no ano passado e garante que o segurado não tenha desconto no benefício. Assim, ele receberá 100% de sua média salarial, calculada com os 80% maiores salários de contribuição.

Reciclar!

Entre Nós
Jaime Porto
Presidente Sinprafarmas

As nove cidades da região da Baixada Santista geravam por dia, em 2003, 884,8 toneladas, de acordo com dados da Cetesb. Após uma década (2013), passaram para 1.559,3 toneladas diárias (aumento de 73%). Em Santos, o aumento foi 251 para 389 toneladas por dia no período. Já a média diária de 2014, segundo dados da própria prefeitura, foi de 529,19. A reciclagem, porém, ainda representa pouco, em torno de apenas 3% do total produzido na cidade.

A quantidade de lixo produzida diariamente por um ser humano é de aproximadamente 5 Kg. Se somarmos toda a produção mundial, os números são assustadores. Só o Brasil produz 240 mil toneladas de lixo por dia. O aumento diário da quantidade de lixo se deve ao aumento do poder aquisitivo e pelo perfil de consumo de uma população. Além disso, quanto mais produtos industrializados, mais lixo é produzido, como embalagens, garrafas etc.

Uma garrafa plástica ou de vidro pode levar 1 milhão de anos para decompor-se. Uma lata de alumínio, de 80 a 100 anos. Porém todo esse material pode ser reaproveitado, transformando-se em novos produtos ou matéria prima, sem perder as propriedades. Separando todo o lixo produzido em residências, estaremos evitando a poluição e impedindo que a sucata se misture aos restos de alimentos, facilitando assim seu reaproveitamento pelas indústrias. Além disso, estaremos poupando a meio ambiente e contribuindo para o nosso bem estar no futuro ou poderemos ter nossa água racionada, nossos filhos com sede e problemas respiratórios.

A atividade da reciclagem é sempre saudável e proporciona economia de recursos sendo cada vez mais difundida em todos os âmbitos. Todos devem participar e podemos começar, educando nossas crianças a respeitar e ter consciência pela vida que nos cerca e da qual fazemos parte, incentivando-as a preservar nosso meio ambiente, através de atitudes simples como separar o lixo. 

BTG quer se desfazer da Big Ben

A Rosário não deverá ser o último negócio do qual o braço de farmácias do BTG deverá se desfazer.

Segundo fontes de mercado, um dos objetivos de curto prazo da Brasil Pharma seria a venda da Big Ben, considerado o melhor ativo de seu portfólio, com 258 lojas próprias e uma posição forte no Estado do Pará.

Segundo informações do mercado financeiro, o principal candidato à aquisição seria o Grupo Ultra, dono dos postos de combustíveis Ipiranga, que comprou a principal rival da Big Ben, a Extrafarma, há três anos. 

Associativismo

Fonte: Febrafar
As farmácias e drogarias são o principal canal de dispensação de remédios para a população brasileira. Nos próximos anos, o Brasil deve tornar-se o 4º mercado de consumo de medicamentos no cenário mundial, segundo a consultoria IMS Health. De acordo com a IMS Health, que audita o mercado farmacêutico global, no Brasil há mais de 65 mil farmácias e drogarias. A expansão das redes de farmácias e drogarias ocorreu na década de 80, a partir da informatização dos estoques dos pontos-de-venda (PDV’s) e da diminuição no número médio de funcionários por loja.

Redes Independentes
As farmácias independentes representam mais de 90% do total das farmácias brasileiras, sendo que a maioria não é atrelada a nenhuma bandeira (franquia, rede ou associativismo). 

Associativismo
O associativismo é uma iniciativa que reúne um grupo de empresas ou pessoas com o objetivo de superar dificuldades por meio da ajuda mútua, gerando benefícios econômicos, sociais e/ou políticos em prol de todo o grupo, além de proporcionar a oferta de bens e serviços em condições mais vantajosas para o consumidor.

Em faturamento, as redes associativistas já representam em torno de 12% do mercado (base: 2013). Atreladas a uma bandeira, as farmácias associativas vêm se estruturando e se organizando desde 1994 – quando começaram a enfrentar com profissionalismo e poder de barganha os desafios de um mercado regulado e em constante transformação. Ano após ano, as lojas vêm, por meio de ações estratégicas, aprimorando sua atuação e fortalecendo a sua marca em sua área de influência. 

Farmácias associativistas crescem mais que mercado

Durante o 2º Encontro Febrafar 2016, o diretor de relacionamento do IMS Health, Eduardo Rocha, apresentou uma consolidação de dados promovida pela parceria entre a Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar) e IMS Health. Segundos esses números, as farmácias das redes ligadas à Febrafar tiveram crescimento muito acima do mercado, entretanto, o mais importante foi a constatação de que as utilizações efetivamente das ferramentas de gestão oferecidas pela Federação proporcionaram um aumento ainda maior. Segundo o levantamento, os associados Febrafar estão presentes em todo o território nacional, sendo representados por 52 bandeiras e 9.332 lojas ativas, que atingiram R$ 8,5 bilhões em faturamento nos últimos doze meses.

Contudo, os dados que mais chamam a atenção estão relacionados ao crescimento, uma vez que, enquanto o mercado de farmácias cresceu 11,4% no período de um ano (finalizado em julho de 2016) as redes associadas à Febrafar elevaram seu faturamento em 13,1% no mesmo período. Já as lojas que migraram para a Federação, tiveram um crescimento muito mais expressivo, atingindo o índice de 23% em unidades de medicamentos vendidos.


Trabalho doméstico

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Profarma compra rede Rosário

Fonte: Profarma
A Profarma anunciou a compra da Rede Rosário que opera 150 lojas no Distrito Federal, em Goiás, Tocantins e Mato Grosso. A operação de aquisição de 100% do capital social da empresa aguarda a aprovação do CADE.

Essa iniciativa visa a assegurar uma importante participação em uma região fortemente dominada por grandes redes nacionais e, desta forma, viabilizar condições comerciais ainda melhores para os clientes do atacado.

Acompanhe a trajetória de uma trabalhadora como você

Fonte: TRT-2
Sabe aquela típica moça muito trabalhadora? Sempre apressada para ir para o serviço, e para conciliá-lo com os estudos? Tipo sua filha, irmã, amiga ou namorada? Ou quem sabe sua vizinha, colega de classe ou de trabalho? Que “rala” atrás de seus objetivos, que quer saber quais direitos tem, que quer buscar seu lugar ao sol com muito suor e esforço. Igualzinha a você, ou a tanta gente que você conhece.

Ela está no TRT-2 e já contou muita coisa. Sobre seus sonhos, suas batalhas e, principalmente, sua trajetória profissional: de jovem aprendiz até os empregos que terá na vida adulta. As andanças e as dúvidas dela sobre direitos ligados ao trabalho, deveres e leis podem ser as mesmas que você tenha.

Conheça a Justina
Essa mocinha simpática e determinada vai trabalhar desde os 15 anos, crescer, virar adulta e aprender muito. Acompanhar a trajetória dela, nas fanpages do Facebook do TRT-2, será uma aventura: pode esperar muita luta e conquistas, e algumas reviravoltas e tropeços. E muita, muita informação: sobre as leis trabalhistas, sobre direitos e deveres ligados ao trabalho, sobre como o maior tribunal trabalhista do país e entidades parceiras podem ajudá-lo(a). Contada por e para alguém igual a você.

Curta a página da Justina
Seja com sua história de vida, com sua linguagem e trejeitos; seja com os trabalhos que teve, os chefes e pessoas que encontrou; ou ainda com as dúvidas e situações no trabalho pelas quais ela vai passar, você vai achar algo que conhece, ou que quer saber.

Quer apostar que você vai se identificar com a Justina?
Acompanhe a sua trajetória, que está se desenrolando este ano, por meio do Facebook da Justina: www.facebook.com/justinatrt2 e também pela fanpage do TRT-2, www.facebook.com/trtsp2. Curta e fique de olho nas atualizações – além da informação, haverá emoções suficientes para um romance. Ou para uma vida inteira.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Alimentos podem interagir com medicamentos e prejudicar o tratamento

A interação medicamentosa é geralmente conhecida como um evento clínico no qual um fármaco é afetado por outro fármaco. Mas essa interação não se resume a medicamentos: ela pode ocorrer entre fármaco e fitoterápico, bebida alcoólica, agente químico e também entre medicamento e alimento. 

A farmacêutica Juliana Chan, orientada pela pesquisadora do FoRC, Neuza Hassimotto, mostra em seu trabalho de conclusão do curso de Farmácia-Bioquímica da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP), que, apesar de serem mais difíceis de identificar clinicamente, as interações entre medicamento e alimento podem ocorrer. Em algumas situações, isso acontece de maneira favorável, em outras, pode prejudicar o tratamento.

Juliana mostra na pesquisa que soluções e suspensões interagem menos do que outras formas de administração, pois se movem mais facilmente no estômago e também do estômago para o intestino. Cápsulas e comprimidos, por sua vez, precisam ser dissolvidos, uma etapa a mais que pode ser afetada por alimentos.

Caiu na malha-fina do INSS? Saiba o que fazer

Fonte: Diário de S.Paulo
Segurados que estão recebendo cartas do INSS informando que os benefícios serão reduzidos por conta de um erro do próprio instituto, que processou a revisão dos auxílios, podem recorrer administrativamente ou procurar a Justiça para reverter a decisão.

O advogado Roberto de Carvalho Santos, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários) explicou que entre 1999 e 2009 o INSS se equivocou ao calcular auxílios e aposentadorias por invalidez deixando de descartar as 20% menores contribuições desde julho de 1994.

Em 2012, o Ministério Público Federal e o Sindnapi (Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical) ganharam uma ação civil pública que obrigou o  INSS a pagar as diferenças. O órgão revisou administrativamente os benefícios, porém só dos últimos 10 anos antes da ação, concedido entre 17 de abril de 2002 e 29 de outubro de 2009.

Apesar de estabelecer o prazo de 10 anos, na hora de processar a revisão  o INSS favoreceu segurados com benefício anteriores a 17 de abril de 2002, que teriam direito, mas não entrariam nessa revisão administrativa.

Por isso, o instituto começou a enviar cartas informando que esses aposentados terão o valor de seu benefício reduzido, não receberão as diferenças da revisão e terão desconto mensal.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Manifestações contra a reforma trabalhista

Fonte: Portal Vermelho
A ameaça aos direitos dos trabalhadores ganhou força com a proposta das reformas trabalhista e previdenciária sinalizadas pelo governo de Michel Temer. A precarização das condições de trabalho, defendida por parte do empresariado, se expressa também em projetos no Congresso Nacional. Recentes decisões no Supremo Tribunal Federal (STF) fazendo valer acordos coletivos sobre a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) preocupam as centrais, que realizam nesta quinta-feira (22) atos pelo Brasil.

Às manifestações organizadas pelas centrais se juntarão atos de diversas categorias profissionais como bancários, educadores e servidores públicos. Estão programados protestos em todas as regiões do país com atos confirmados em cerca de 24 estados durante todo o dia.

Os atos desta quinta são organizados em conjunto pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical, União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas) e Intersindical.

Compras de medicamentos on-line cresceu 48%

As redes de farmácias são as que mais têm potencial para explorar o comércio eletrônico, segundo pesquisa feita com clientes das lojas pela Croma Marketing Solutions. Levantamento junto a três mil compradores detectou que, nestas categorias, há uma maior distância entre o porcentual de compradores que hoje já adquire mercadorias online e os que dizem estar dispostos a fazê-lo no futuro.

De acordo com a pesquisa, 33% das pessoas dizem comprar medicamentos on-line, fatia que cresce para 48% quando a questão é a intenção de compra futura.

"O aspecto da conveniência é o que salta mais aos olhos", avalia o CEO da Croma, Edmar Bulla. Para ele, a crise reforçou a busca por promoções e preço baixo, e há mais facilidades nessas buscas via internet, o que tende a permanecer, mesmo num cenário macroeconômico melhor.

O estudo avaliou ainda a familiaridade dos consumidores com diferentes tecnologias que o varejo tem implementado. A mais conhecida é a dos aplicativos de compras, utilizados com frequência por 54% dos compradores entrevistados. Já ideias como a realidade aumentada são familiares para apenas 18%.

Mais de um terço dos aposentados continua trabalhando, diz pesquisa

Fonte: Fecomerciários c/informações G1
Mais de um terço das pessoas acima de 60 anos que já estão aposentadas no Brasil continuam trabalhando, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira (21) pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). A proporção é de 33,9%. Considerando os aposentados que tem entre 60 e 70 anos, o percentual dos que trabalham sobe para 42,3%.

A principal justificativa entre os aposentados que ainda trabalham é a necessidade de complementar a renda. Para 46,9%, a aposentadoria não é suficiente para pagar as contas e despesas pessoais.

Já 23,2% dizem que continuam no mercado para manter a mente ocupada e 18,7%, para se sentirem mais produtivos. Outros 9,1% dizem que precisam trabalhar para ajudar familiares.

Entre os aposentados que continuam no mercado, a maioria, com 17%, são profissionais autônomos. Outros 10% são trabalhadores informais ou fazem bicos, enquanto 2,1% são profissionais liberais. Os que são funcionários de empresas privadas somam 1,7%.

A aposentadoria e o recebimento de pensão são a principal fonte de renda para 74,6% dos idosos brasileiros. A pesquisa ainda aponta que, para 23,4% dos aposentados, a renda atual não é suficiente para atender a todas as necessidades.

Mesmo assim, 9 em cada 10 idosos (95,7%) contribuem ativamente para o sustento financeiro da casa, sendo que em mais da metade dos casos (59,7%) eles são os principais responsáveis.

Um terço da população brasileira responsabiliza a mulher pelo estupro

Mais de 33% da população brasileira consideram a vítima culpada pelo estupro. O dado consta de pesquisa feita pela Datafolha, encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Divulgado hoje (21), o levantamento mostra ainda que 42% dos homens e 32% das mulheres entrevistados concordam com a afirmação: “mulheres que se dão ao respeito não são estupradas”, enquanto 63% das mulheres discordam.

“O percentual dos que concordam não varia entre homens e mulheres (30%), o que significa que, para um terço dos brasileiros, a mulher que é agredida sexualmente é, de alguma forma, culpada pela agressão sofrida se opta por usar certas peças de roupa”, diz o levantamento.

De acordo com a pesquisa, os graus de concordância variaram mais em função da idade e escolaridade. Os grupos que mais se afastam da média são as pessoas com 60 anos ou mais, com 49% de discordância e, no lado oposto, as pessoas com ensino superior, em que a discordância chegou a 82%.

O levantamento mostra também que 65% da população tem medo de sofrer violência sexual. "O percentual cresce quando desagregamos o dado por sexo, já que 85% das mulheres brasileiras afirmam ter medo ante 46% dos homens".

Metodologia
A Datafolha fez 3.625 entrevistas com pessoas a partir de 16 anos de idade, em 217 municípios. A coleta de dados foi feita entre os dias 1º e 5 de agosto deste ano. A margem de erro é 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Veja AQUI a pesquisa completa

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Dia de luta das pessoas com deficiência

O dia 21 de setembro foi escolhido  pela proximidade  com a primavera  e o dia  da árvore  numa representação  do nascimento  das reivindicações  de cidadania  e participação plena em igualdade de condições. A data foi oficializada através  da Lei Federal n° 11.133, de 14 de julho de 2005.

Quanto tempo tenho para buscar meus direitos trabalhistas na justiça?

O empregado só tem 2 anos, contados da data do desligamento da empresa para buscar seus direitos na justiça. Caso esse prazo seja ultrapassado, mesmo que o empregado tivesse direitos a receber, tais direitos já estão prescritos e não podem mais ser objeto de discussão.
Art. 11 – O direito de ação quanto a créditos resultantes das relações de trabalho prescreve: I – em cinco anos para o trabalhador urbano, até o limite de dois anos após a extinção do contrato Artigo 11, I, CLT.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

A falta de uma família estável!

A mídia está cheinha de notícias que envolvem crimes praticados por adolescentes. Que tipo de pessoas são estas que não tem o mínimo respeito pela vida dos outros?

Como ninguém já nasce tão malévolo, só podemos concluir que a falta de uma família estável e educada seja a raiz desse tipo de comportamento. Afinal, a família é o primeiro ambiente social no qual a criança evolui e aprende os primeiros ensinamentos, internalizando aprendizados sobre regras básicas do agir e conviver com os outros, os limites, valores, atitudes culturais, emocionais, morais, éticas e outras informações necessárias para vir a ser um cidadão consciente e uma pessoa disciplinada na sua futura vida em sociedade.

São as influências que recebe na família, que ajudarão a criança a construir suas características pessoais, seu modo de pensar, sentir, reagir e se relacionar. Assim, uma criança, convivendo com pais ou mesmo um pai ou uma mãe que a estimula positivamente, fazendo-a sentir-se amada e em segurança, terá as melhores condições para aprender o que precisa para seu desenvolvimento rumo à autonomia e à independência como ser humano.

Se a criança não tem a “sorte” de nascer no seio de uma família estruturada que a eduque com valores de moralidade, crescendo sem orientação, sem limites, sem noções de respeito, acabará, sem dúvida, caindo na marginalidade e amoralidade, achando que atirar pedras nos veículos, colocar fogo nas pessoas, maltratar os animais não é mais que um mero passatempo.


A sociedade precisa combater a falta de estrutura familiar, falta de um projeto de vida, valorização do ter ao invés do ser, falta de políticas públicas que combatam a desigualdade social, impunidade, consumo de drogas.  Não há caminho fora do trabalho e educação para produzir cidadãos do bem.

Justiça do Trabalho faz 75 anos em meio a pressão por mudanças

Fonte: Valor Econômico
A Justiça do Trabalho completa 75 anos em um momento delicado da sua história. Com um orçamento menor do que o esperado, tenta conciliar funcionários e empresas em meio a pressões por uma modernização das leis trabalhistas. Mudanças que dividem empregados e patrões ­ que reclamam de um protecionismo exacerbado ­ e não geram consenso nem entre os ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Enquanto o presidente Ives Gandra Martins Filho defende abertamente a modernização da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e a prevalência de acordos coletivos, a maioria dos ministros critica a flexibilização dos direitos dos trabalhadores. Mas à medida que evoluem as discussões, os magistrados acompanham decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) favoráveis aos acertos feitos entre empresas e sindicatos e que reformam entendimentos do TST.

Os que exigem mudanças apresentam uma alta conta para as empresas: R$ 17 bilhões em 2015 ­ o valor pago em ações trabalhistas. Para o Ministério Público do Trabalho (MPT), porém, ainda é financeiramente “vantajoso” para as empresas descumprirem leis trabalhistas.

Em meio às pressões, a Justiça do Trabalho luta para manter sua estrutura. Neste ano, foi surpreendida por um orçamento menor que o solicitado, de R$ 16 bilhões, e uma justificativa incomum do relator­geral do orçamento da União para 2016, deputado Ricardo Barros (PP­PR), para a redução do valor inicial, de R$ 18 bilhões. “O próprio relator colocou que, como a Justiça do Trabalho estava mais prejudicando que colaborando com as relações do trabalho, não merecia um orçamento tão ampliado”, afirma o ministro Ives Gandra Martins Filho.

Novo serviço no varejo farmacêutico

Líderes de mercado, as marcas Droga Raia e Drogasil, lançam um novo serviço e pioneiro no varejo farmacêutico brasileiro: a troca em loja para produtos comprados pela internet e por televendas. A partir de agora, os clientes que comprarem no site ou pelo televendas, podem trocar seus produtos em qualquer uma das lojas físicas da rede. São mais de 640 lojas da Droga Raia e mais 680 da Drogasil.


O procedimento para realizar a troca de produto é simples. Basta o cliente levar o item à loja física que desejar e da mesma bandeira que fez a compra. O produto deverá estar na embalagem original, inviolada e com a nota fiscal. Se o preço do produto escolhido para a troca for maior que o comprado no site ou por televendas, a diferença será cobrada de acordo com o preço praticado na loja física. Se o preço do produto trocado for menor, o cliente pode usar a diferença para comprar outro item ou solicitar o reembolso. 

“A missão da Raia Drogasil é oferecer mais conveniência e comodidade aos clientes. O lançamento desse serviço é mais um passo da companhia para apresentar uma experiência única de compra em todos os seus canais de vendas”, comenta o gerente de Vendas Multicanal da Raia Drogasil, Diego Killian. 

O prazo de troca após a compra no site ou televendas da Droga Raia e da Drogasil é de até 30 dias. Se a loja física escolhida pelo cliente não tiver o produto que ele procura para efetuar a troca, os funcionários farão a busca no sistema da rede para localizar o item na loja mais próxima. Existe inclusive, a possibilidade de avaliar a entrega do produto em endereço indicado pelo cliente sem taxa de entrega adicional, se ele estiver na capital de São Paulo ou áreas sob consulta.

Raia Drogasil inaugura loja focada em experimentação em SP

A rede de varejo farmacêutico Raia Drogasil inaugurou nesta segunda-feira na cidade de São Paulo um novo formato de loja, que destaca como diferenciais a experimentação e ações voltadas ao público feminino e relacionadas aos produtos de beleza e higiene.

Além de monitores de vídeo e painéis digitais, onde serão exibidos conteúdos informativos sobre diversos produtos, serviços e benefícios, há previsão de que diversas marcas façam com frequência no local experimentações e demonstração de produtos e maquiagens.

As ações da companhia subiam 1 por cento às 12h40, enquanto o Ibovespa tinha ganho de 1,2 por cento. No ano, o papel acumula ganho de cerca de 87 por cento, entre as 10 maiores valorizações do índice. 

A loja, sob a bandeira Droga Raia, está localiza no Conjunto Nacional, na avenida Paulista, e funcionará 24 horas. "Essa nova loja foi pensada para atender o estilo de vida dos consumidores que vivem em grandes centros, estão sempre em busca de produtos de qualidade, de novidades e têm menos tempo para fazer compras", disse o presidente da Raia Drogasil, Marcílio Pousada, em nota à imprensa.

A loja está dentro da estratégia da empresa anunciada no final de julho, de abertura bruta de 200 pontos de venda neste ano.

Assentos devem atender requisitos de conforto

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Previdência terá 93% da receita com impostos dos jogos de azar

A legalização de jogos de azar no Brasil está bem próxima de se tornar uma realidade. O substitutivo ao projeto de lei que segue para votação no plenário nos próximos dias, prevê que 93% da receita com impostos obtida com a legalização seja destinada à Previdência Social. Especialistas estimam essa receita para custeio previdenciário em R$ 20 bilhões ao ano.

Direitos do Trabalhador

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Serviço de orientações aos viajantes

É importante conhecer, com antecedência a sua viagem, os cuidados que devem ser tomados com a saúde. Como medida de controle de doenças, alguns países exigem dos viajantes o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia para o ingresso em seu território. Para saber as recomendações e exigências de cada país acesse o sistema: CLIQUE

Voto jovem representa 27% do eleitorado e pode decidir pleito

Fonte: Ag. Brasil
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que os jovens entre 15 e 29 anos representam 27% do eleitorado nacional, o que demonstra, para a Justiça Eleitoral, que o voto dessa camada da população deverá ser determinante nas eleições municipais de outubro.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem cerca de 51 milhões de jovens de 15 a 29 anos, correspondendo a um quarto da população do país. Desses, mais de 75% (38.876.290) estão aptos a votar nas eleições deste ano, segundo dados do TSE. Os jovens entre 25 e 29 anos representam 10,83% do eleitorado; de 21 a 24 anos, 8,71% e de 16 a 20 anos, 7,45%.

Para o cientista político Leonardo Barreto, especialista em comportamento eleitoral, o voto dos jovens pode ser determinante nas eleições porque, por terem mais escolaridade que as gerações anteriores, acabam por influenciar o voto das pessoas do seu círculo social, como pais e avós. Segundo Barreto, pesquisas demonstram que a rede de amizades e familiares é o fator que mais influencia na escolha dos candidatos. “Mas o jovem costuma ter um voto crítico”, diz o especialista.

Voto facultativo

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

88% dos brasileiros rejeitam mudança nas regras do INSS

As mudanças nas regras da Previdência Social propostas pelo governo, são rejeitadas pela grande maioria dos trabalhadores de todas as faixas de renda, etárias e níveis de escolaridade de todas as Regiões do País, segundo pesquisa Vox do Brasil encomendada pela CUT.

A rejeição aos cortes nos programas sociais atingiu índices ainda maiores, especialmente na Região Nordeste, onde 90,5% dos pesquisados são contra. Os índices contrários aos cortes são maiores nas mais baixas faixas de renda e ­escolaridade.

A pesquisa mostrou, também, que os trabalhadores estão atentos e apoiam as medidas que podem estimular a geração de emprego, como o aumento da oferta de crédito para fortalecer o mercado consumidor, programas para estimular as empresas a manter os empregos e para ajudar as pequenas e médias empresas.

Saiba mais...

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Vendas de medicamentos cresceram acima da média no semestre

No primeiro semestre de 2016, os associados da Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan), alcançaram um faturamento de R$ 7,72 bilhões, representando um crescimento de 11,9%, enquanto o mercado, em média, registrou crescimento 6,9% no mesmo período. Além disso, foram mais de 470 milhões de unidades de medicamentos comercializadas nos primeiros seis meses do ano, de acordo com dados do IMS Health.


Responsáveis pela distribuição de 16,5% das unidades vendidas dos medicamentos no Brasil, e 27% dos medicamentos genéricos, os associados da Abradilan visitam 95% dos municípios do país e atendem 71% das farmácias em todo território nacional.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Campanha para atualizar vacinação de crianças e adolescentes começa dia 19

Fonte/Foto: Ag Brasil
A Campanha Nacional de Multivacinação começa na próxima segunda-feira (19) em todo o país. Devem comparecer aos postos de saúde crianças menores de 5 anos e ainda as crianças e adolescentes de 9 anos a menores de 15 anos, para atualizar a caderneta de vacinação.

O Dia D de mobilização nacional está marcado para 24 de setembro, um sábado. A campanha, entretanto, segue até 30 de setembro em cerca de 36 mil postos fixos de vacinação. Ao todo, 350 mil profissionais participam da ação.

De acordo com o Ministério da Saúde, foram enviadas a todas as unidades da Federação 26,8 milhões de doses - incluindo 7,6 milhões para a vacinação de rotina de setembro e 19,2 milhões de doses extras para a campanha.

Atualização da caderneta

Quando o respeito precisa ser “normatizado”

Hoje, os idosos vivem mais graças aos avanços tecnológicos entretanto, sua sabedoria, vivência e  experiência, adquiridas ao longo de uma trajetória de vida, não interessam ao desenvolvimento do país, na medida em que estão supostamente superadas por tudo o que há de mais moderno na era das informações.

Foi desse contexto que surgiu a preocupação em normatizar os comportamentos, tanto públicos quanto privados, que envolvam o idoso, criando-se o Estatuto do Idoso. O ideal seria que o ordenamento jurídico nem precisasse regrar aquilo que é interesse de todos, como deveria ser o respeito aos mais velhos. Infelizmente, a normatização do respeito ao idoso é uma imperiosa necessidade, uma vez que a falta de valores educacionais e morais além da força do egoísmo têm transformado os mais velhos em reféns de todo tipo de abusos.

O Estatuto do Idoso, ainda pouco praticado no Brasil representa um avanço no modo como nossa sociedade vê seus idosos, garantindo direitos e estipulando deveres para melhorar a vida dos brasileiros com mais de 60 anos, conferindo-lhes ampla proteção jurídica para usufruir de direitos sem depender de favores, sem amargurar humilhações. Simplesmente viver como deve ser a vida em uma sociedade civilizada: com dignidade.

Entretanto, a prática nos mostra que ainda temos um longo caminho pela frente para que o Estatuto seja aplicado e respeitado na íntegra.

Um em cada cinco diabéticos não sabe o tipo da própria doença

Uma nova pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), mostra que 18% dos diabéticos não sabem o tipo que têm. No total, são 13 milhões de afetados no País.

O tipo 1, também conhecido como juvenil, é aquele diabetes em que a produção de insulina está prejudicada pela morte das células do pâncreas que a sintetizam.

O tipo 2 é aquele no qual a resposta do organismo à insulina vai perdendo eficácia. O hormônio é responsável por fazer as células captarem o açúcar do sangue (é hipoglicemiante). É necessário um fino ajuste no nível de glicose para que o organismo possa, ao mesmo tempo, armazenar essa fonte de energia e não sofra com seus excessos –como dano em nervos, impotência e aumento de chance de acidentes vasculares como infarto e AVC.

Uma explicação possível para esse alto nível de 18% de desconhecimento seria a de que a maior parte dessas pessoas tem diabetes tipo 2. Isso porque quando se tem diabetes juvenil a pessoa já é acostumada com injeções de insulina e também a explicar para todo mundo por que o diabetes dela não é causado pela obesidade ou pelos maus hábitos de vida.

Falta justificada não tem desconto

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Falta de itens nas gôndolas gera grande perda para as farmácias

A falta de produtos nas gôndolas, além de entregar de bandeja o cliente para a concorrência, é responsável por uma perda anual de cerca de R$ 9 bilhões em vendas para o segmento de drogarias, aponta estudo da IMS Health. Os dados da chamada ruptura de estoque evidenciam uma oportunidade de ganho para as varejistas. A grande questão, porém, é como aproveitá-la.

Saiba mais...

Direitos da trabalhadora gestante

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Governo quer formalizar jornada de trabalho de até 12 horas diárias

Fonte: Correio
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, afirmou em encontro com sindicalistas nesta quinta-feira (8) que a reforma trabalhista vai formalizar jornadas diárias de até 12 horas. Hoje, contratos de trabalho de profissionais da saúde e vigilantes, entre outros, costumam ser questionados na Justiça, que não reconhece jornadas com mais de 8h ao dia. Esses profissionais costumam atuar 12 horas seguidas para 36 horas de folgas. A intenção, segundo O Globo, é aumentar a segurança jurídica de contratos que não seguem padrão da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Segundo o ministro, a expectativa é estabelecer um novo tipo de contrato, por horas trabalhadas, para que os empregadores possam contratar com jornada inferior à da CLT e pagar de maneira proporcional. "Precisamos oferecer às pessoas condições de ser formalizado para exercer uma atividade que lhe dê garantia de ocupação com renda e que ele seja feliz", afirmou a O Globo.

Com esse contrato, o trabalhador pode ter vários contratos, receber FGTS, férias e 13º salário, todos proporcionais. Independente do contrato, o teto de 48h por semana (44h, mais 4h extras) não pode ser desrespeitado. A jornada poderá ser distribuída com acordo coletivo, em negociação entre empregadores e sindicato - não pode ser feita de maneira individual, entre funcionário e patrão. "Quando dizemos que queremos prestigiar a negociação coletiva, queremos justamente dar à representação sindical uma legitimidade. O acordo não pode ser individual, tem que ter o referendo da categoria".

O ministro diz que o governo não tem intenção de mexer em direitos dos trabalhadores. "Não há nenhuma hipótese de mexer no FGTS, no 13º salário, de fatiar as férias. O que trata de jornada semanal, nós não vamos mexer nisso aí. Vamos consolidar direitos", garante.

Participando do negócio!

Entre Nós
Jaime Porto
Presidente Sinprafarmas

Um olhar mais atento e logo percebemos as transformações que estão acontecendo em Santos. Edifícios arrojados em construção, vitrines charmosas, pequenos centros de serviços e pontos comerciais atendendo vários nichos do comércio, obras do VLT cortando a cidade ao meio.

Isto acontece em muitos bairros e as mudanças mostram um pulsar na cidade que confirma a boa qualidade da metamorfose que começou há alguns anos com investimentos públicos e privados.

É exatamente esse tipo de mudança que desejamos para área política e social de nossa região e de nosso país. Uma mudança realizada através de parceria entre o público e o privado, na qual cada um dos participantes cumpre a sua parte sem tentar tirar vantagens do outro, mas pensando no bem comum que envolverá todos os participantes.

Infrações de trânsitos serão reajustadas a partir de 1º de novembro

Fonte: Ag. Brasil
Resolução publicada no Diário Oficial da União pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prevê a aplicação de novos valores nas infrações de trânsito a serem cobrados a partir do dia 1º de novembro.

De acordo com o Contran, o valor a ser pago por infrações classificadas como gravíssimas será de R$ 293,47. Infrações consideradas graves passarão a custar R$ 195,23, enquanto as infrações classificadas como médias custarão R$ 130,16. Já as infrações leves serão reajustadas para R$ 88,38.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Abono salarial do PIS/Pasep de setembro começa a ser pago dia 15

Fonte: Ag. Brasil
O abono salarial do PIS/Pasep do calendário 2016/2017, para os nascidos no mês de setembro, começa a ser pago a partir de 15 de setembro. Os saques poderão ser feitos nas agências da Caixa, do Banco do Brasil, de casas lotéricas ou, se estiverem com o cadastro em dia, os trabalhadores poderão receber em conta-corrente a partir de 16 de setembro, informou o Ministério do Trabalho. 

No total, R$ 14,8 bilhões estão disponíveis dentro do novo calendário, ano-base 2015 e, segundo o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, o governo manterá o esforço para que todos os trabalhadores efetuem o saque, preferencialmente dentro do respectivo mês de pagamento. De acordo com o ministro, o abono é um direito do trabalhador e 22,3 milhões de pessoas deverão receber dentro do novo calendário. Neste ano, recebem o benefício os nascidos entre julho e dezembro. Já os trabalhadores nascidos entre janeiro e junho, receberão no primeiro trimestre de 2017. Em qualquer situação, o recurso ficará à disposição do trabalhador até 30 de junho de 2017, prazo final para o recebimento.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Vamos à luta!

Em todo o país, a taxa de desemprego fechou o último trimestre em 11,6%, A informação consta da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, divulgada pelo IBGE. Esta é a maior taxa de desemprego da série histórica iniciada em 2012. Os dados indicam que a população desocupada, de 11,8 milhões de pessoas, cresceu 3,8% na comparação com o trimestre fevereiro-abril (11,4 milhões), um acréscimo de 436 mil pessoas.

Esta altíssima taxa de desemprego é causada pela segunda fase de uma crise econômica global, que está atingindo de forma grave a economia dos países emergentes, como o Brasil e engrossada pela crise política social sem precedentes na história de nosso país.

Neste momento, a economia brasileira está travada por vários favores, como a má gestão dos recursos públicos, o desvio de verbas para a prática de corrupção, o impeachment da presidente Dilma, entre muito outros motivos e dificilmente o desemprego será contido sem uma mudança drástica na orientação da política econômica brasileira.


Raia Drogasil inaugura oitavo centro de distribuição no Brasil

Fonte: Guia da Farmácia
A Raia Drogasil acaba de inaugurar seu oitavo centro de distribuição (CD) no Brasil. Com investimento de R$ 15 milhões, o novo CD está localizado na cidade de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, e será estratégico para os negócios da companhia no Nordeste, com distribuição de produtos em todas as lojas e auxílio logístico na expansão da rede pela região.


Com 10 mil metros quadrados de área construída e os mais modernos sistemas de logística farmacêutica do País, o CD Pernambuco possibilitou a contratação de 150 profissionais locais, dos quais 51% são mulheres. Além disso, vai gerar impostos e diversos incentivos para a economia de todo o Nordeste. 


Para o presidente da Raia Drogasil, Marcílio Pousada, o novo CD expande os negócios da companhia, além de ser um passo importante para presença da empresa em todos os Estados do Nordeste. “Fazer um investimento desse porte reforça a estrutura e a responsabilidade financeira que temos. Mas entendemos que era fundamental dispor de um CD no Nordeste, pois ainda temos muito o que expandir nessa região de grande importância para os negócios da Raia Drogasil.” 

Presente no Nordeste desde 2012 com a bandeira Drogasil, a companhia tem 22 lojas em Pernambuco, 29 na Bahia, 9 em Sergipe, 6 em Alagoas, 9 na Paraíba e 7 no Rio Grande do Norte. “Com o novo CD vamos facilitar a distribuição de medicamentos e produtos de higiene e beleza por todas as nossas 81 lojas no Nordeste. O novo centro vai facilitar os processos logísticos para que nossos clientes tenham uma rápida reposição de todos os itens vendidos em nossas unidades”, afirma o vice-presidente de Supply Chain & Tecnologia da Informação da Raia Drogasil, Fernando Varela.

Veja quanto tempo trabalhar para se aposentar

Fonte: Diário de S. Paulo
O governo confirmou que vai propor uma idade mínima de 65 anos para homens e mulheres na reforma da Previdência. Os segurados terão de passar por um período de transição, chamado de pedágio, que é um tempo de permanência extra  na ativa para ter o direito. Entraram na regra os homens com 50 anos de idade ou mais e as mulheres a partir dos 45 anos.

O Diário mostra quanto tempo os segurados vão precisar trabalhar a mais para garantir a aposentadoria com um pedágio de  40% ou 50% – índices já sinalizados pelo governo. As estimativas foram feitas pelo advogado Luiz Felipe Pereira Veríssimo, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários).

Para fazer o cálculo, é necessário verificar o período que falta para atingir o tempo de contribuição mínimo e colocar o adicional. Quanto mais próximo do tempo de pagamento exigido, melhor.

Aposentados são vítimas do golpe da revisão de benefícios

Fonte: Diário do Litoral
Todo ano é a mesma coisa. É só iniciar o calendário de pagamento da antecipação do 13º aos aposentados e pensionistas para que estelionatários voltem a agir aplicando golpes contra os segurados da Previdência Social.
Nos últimos dias, centenas de aposentados de todo o País estão sendo vítimas de uma quadrilha de fraudadores que usam o nome do INSS para aplicar seus golpes.

Eles ligam para os segurados ou enviam cartas falando sobre uma possível revisão de benefícios a que essas pessoas tenham direito e pedem que seja depositada uma quantia numa determinada conta corrente.

A Secretaria de Previdência, do Ministério da Fazenda, é quem está fazendo o alerta. Informa que os estelionatários têm se passado por integrantes do Conselho Nacional de Previdência Social com o objetivo de extorquir os cidadãos que, acreditando na boa-fé dos interlocutores, acabam caindo nos golpes.

Como funciona

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Expediente no feriado 7 de setembro

Informamos que, devido aos feriados, não haverá expediente no Sindicato dias 07/08/09 de setembro. 

Retornaremos as atividades no dia 12/09/2016 (segunda-feira). Qualquer emergência, entrar em contato através do telefone (13) 99113-1009.

Alta de ICMS encarece medicamentos

Fonte: Ag.Brasil
A necessidade de os governos estaduais reforçarem o caixa em tempo de crise está custando caro a pacientes de quatro regiões do país. Desde o fim do ano passado, 12 estados aumentaram o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre medicamentos, com impacto médio de 1,2% sobre os preços.

Segundo a Interfarma a carga tributária média sobre os medicamentos no Brasil corresponde a 34% do preço total, uma das mais altas do mundo. A alta do ICMS, de acordo com a Interfarma, resulta em redução de descontos nas farmácias porque a indústria farmacêutica está sendo impactada por outros custos que não foram totalmente repassados em 2015, como a alta do dólar e da energia elétrica.

Para o diretor de Acesso da Interfarma, o consumidor é punido duplamente, tanto ao comprar o medicamento como ao pagar imposto mais alto que não necessariamente é aplicado em saúde. “No caso do Farmácia Popular, que é um programa muito bem-sucedido, o governo federal gasta quase R$ 3 bilhões por ano com programa, mas paga, em média, 18% de ICMS para o estado, que não abriram mão do imposto. Quase R$ 600 milhões por ano vão para o tesouro dos estados, mas não voltam à saúde”, diz.

Poluir é crime!

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...